O Word da nossa época

stencil_1

Em tempos nos quais não se dispunha de computadores e impressoras, havia uma técnica para padronizar a escrita e evitar garranchos ilegíveis: o estêncil. Gabarito de letras, para os íntimos.

Eram fôrmas de todo o alfabeto, muito usadas para elaborar cartazes. Ao preencher os espaços vazios, formavam-se as palavras. Item facilmente encontrado nas lojas de material de escritório.

Costumávamos fazer a capa dos trabalhos escolares com tais estênceis. Um capricho só. De tanto usar, sobretudo como brinquedo, algumas letrinhas foram desaparecendo. Perdi as letras A e M. Percebi o sumiço quando precisei montar um “TRABALHO DE MATEMÁTICA”.

Todos sabíamos a solução mais simples. Já que faltava o A, usava o V ao contrário. O mesmo truque servia para o M, que bastava riscar o W invertido. Não ficava igual, porém quebrava o galho.

Trabalho em grupo? Eu sempre largava na frente: “deixa que eu faço a capa!”.



Um talento perdido da patinação

patins

Naquela época, havia o incentivo à patinação na minha escola. O Dom Bosco era referência nacional. Cediam os patins, incluíram o esporte na grade escolar e ainda abriram matrículas para os que quisessem ter mais aulas à tarde.

Modéstia à parte, eu levava muito jeito. Sempre tive coragem e equilíbrio sobre as rodinhas. A única dificuldade era o peso daqueles patins, que eram exatamente como o da foto acima. Calçava 32, lembro-me bem.

Certa vez, fui convidado para uma grande apresentação. Foram três semanas de ensaios até a grande noite. Na coreografia, por ser o mais baixinho, fui o primeiro a surgir de trás das cortinas. Deu tudo certo. Nenhuma queda, nenhum erro. Porém, percebi que, na plateia, faltava o meu pai.

Anos depois, minha mãe revelou:

– Ele não quis ir, disse que não gostaria de ver o filho “bailarino”.

Abaixo, alguns registros que encontrei da pista de patinação do Dom Bosco.

patinacao_dombosco_3

patinacao_dombosco_1

patinacao_dombosco_2



Boneco do Fofão está de volta ao mercado

bonecofofao

Que notícia legal! As crianças de hoje em dia poderão se divertir com aquela criatura simpática e estranha que marcou a nossa infância. O Fofão está de volta, inclusive na versão boneco.

O Fofãozinho é um lançamento da Anjo Brinquedos. Por sinal, penso que a nova versão é mais bonita que aquela dos anos 80, cercada de lendas nada a ver. Clique aqui e confira um mapa de onde encontrá-lo.

Quero o meu! Faço questão. No entanto, aqui no Rio Grande do Sul, chegou apenas em lojas de Vacaria, Caxias do Sul e Cachoeira do Sul. Por enquanto, terei que esperar. Quero guardar para os meus filhos.

Orival Pessini, o ator que criou e interpreta o personagem há mais de 30 anos, anunciou também o DVD Fofão Forever, que reúne 10 videoclipes, inclusive com o clássico Superfantástico. Está à venda no site da Saraiva, clique aqui.

fofaoforever_dvd



Os 10 melhores brinquedos lançados por Gugu

Gugu Liberato sempre dominou o mercado de licenciamentos de brinquedos no Brasil. O kit de mágicas foi o primeiro a ser licenciado. Em seguida, outros produtos tornaram-se inesquecíveis entre as crianças.

1. Cavalinho Upa Upa

cavalinhoupaupadogugu

2. Gugu Equilibrista

guguequilibrista

3. Show de Mágicas

showdemagicasgugu

4. Big Bolha

bigbolhadogugu

5. Passa ou Repassa

passaourepassagugu

6. Posto do Gugu

postodogugu

7. Toca do Gugu

tocadogugu

8. Jogo do Gugu

jogodogugu

9. Chutebol

chuteboldogugu

10. Pintinho Amarelinho

pintinhoamarelinhogugu


 « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 17 »