O dia em que Abel Braga expulsou Argel do treino

argelfucks_abelbraga1

Argel Fucks, atual técnico do meu Internacional, disse uma frase que me fez lembrar um momento dele da época de jogador do time. Ao ser questionado sobre uma possível demissão, o treinador largou essa: “caso isso ocorra, não fico uma semana parado e já estarei trabalhando”.

Uma sinceridade que, a meu ver, desdenha do Colorado e que provoca uma sensação ruim em nós torcedores. Quisera treinar o Inter fosse o maior desejo dele, a maior realização e que não escondesse que teme sim cair fora do clube que o lançou e jogou entre 1992 e 1995.

Por outro lado, observo a ótima autoestima do técnico, que consegue se inflar ainda mais quando é alvo de críticas. Certa vez, o então técnico Abel Braga deixou Argel, recém convocado para a Seleção Brasilera, como reserva durante um treino. O resultado foi expulsão e bate-boca:

“Eu reclamei de uma falta e ele mandou sair do treino.. humpf… tá magoado comigo é? (…) Acho que um jogador de Seleção Brasileira que, como a direção falou, custa um milhão e meio de dólar (sic) não pode ficar no banco sabendo que estava fazendo grandes partidas”, argumentou Argel.

Abelão respondeu com serenidade:

“Como treinador da equipe, ele tem que respeitar o que eu mando. Certo ou errado. Não gostei da atitude dele e mandei sair. Só isso. Discordou de uma decisão, continuou falando e eu tirei do treino”, comentou o comandante.

No treino daquela tarde, Argel se arrependeu:

“Já pedi desculpas para o homem aí, gente finíssima. Eu sou jogador jovem ainda”, disse risonho.

Se Argel for mesmo demitido e se arrepender das palavras e atitudes, será que virá a público e dizer “sou técnico jovem ainda”?


Comente o post