Lâmpada incandescente deixa de ser vendida

lampadaincandescente

Mais um produto virou peça de museu. A partir de agora, saem de cena as lâmpadas incandescentes. A venda está proibida em todo o Brasil.

O motivo é justíssimo: economia. A transição acontece há alguns anos, uma vez que as fluorescentes e as de LED já ganham destaque nas casas. No entanto, a velha incandescente de 60W aparece em 70% dos lares.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux), as fluorescentes economizam cerca de 70 a 80% de energia para produzir o mesmo volume de luz e têm uma vida de 6 a 10 vezes maior do que a incandescente. As de LED têm uma eficiência de 80 a 90% superior às incandescentes e uma vida de 25 a 30 vezes maior.

Trocar as lâmpadas pode render R$ 520 a menos na conta de luz em um ano. Ou seja, chegou o momento do apagar das luzes incandescentes.


Comente o post