Televisão Category Archives


Saiba quem é Alda Meneghel, mãe de Xuxa!

Quando escrevia para o site O Fuxico, uma das notícias que eu não gostava de redigir era sobre o estado de saúde de Alda Meneghel. Sempre soube da importância que ela tem na carreira de Xuxa e do amor entre as duas.

Se você voltar no tempo e assistir a uma reprise do Xou da Xuxa, verá o nome de Aldinha nos créditos finais. Foi ela, por exemplo, que criou o uniforme das paquitas e costurava as peças usadas pelas loirinhas.

Dona Alda foi também professora de artes. Por esse motivo, na Fundação Xuxa Meneghel, que existe há 27 anos no Rio de Janeiro, existe o Espaço das Artes Alda Meneghel. Uma justa homenagem na área onde acontecem as oficinas para as crianças assistidas pela organização.

Uma mãe presente nos trabalhos e projetos de Xuxa, além de melhor amiga e incentivadora. Recordo uma história que a apresentadora contou sobre os tempos de modelo e que Alda, certa vez, tirou a calça jeans do corpo porque a única que a filha tinha não havia secado a tempo para um ensaio fotográfico.

Quando estava para nascer, os médicos avisaram que seria um parto de risco. O pai de Xuxa fez a promessa de mudar o nome da filha de Morgana Sayonara para um nome religioso. Assim, a quinta filha foi batizada de Maria da Graça e cresceu sendo a que mais paparicava a mãe.

A matriarca da família Meneghel está com 79 anos e sofre com o Mal de Parkinson desde 2001. Xuxa sabe que possui milhões de pessoas que estão do lado dela enviando energias positivas, como este humilde jornalista, que ela não conhece, mas que se identifica com essa eterna relação de amor.

xuxa_aldameneghel_1

xuxa_aldameneghel_3

xuxa_aldameneghel_4

xuxa_aldameneghel_5

xuxa_aldameneghel_6

xuxa_aldameneghel_7

xuxa_aldameneghel_8

xuxa_aldameneghel_9



Quando descobri que a Vovó Mafalda era homem

vovomafalda_3

Chega uma fase da vida em que devemos encarar o mundo real. É o momento no qual descobrimos que Papai Noel não existe, que os bebês não vêm da cegonha e, por fim, que a Vovó Mafalda, na realidade, era vovô.

O curioso é que sabíamos da Roberta Close, porém não desconfiávamos da Vovó Mafalda nem mesmo quando ela levantava o vestido e exibia as pernas peludas enquanto cantava Tumbalacatumba Tumbatá.

Além de participar do programa do Bozo, a Vovó ganhou atrações próprias no SBT: Dó Ré Mi (um show de calouros infantis) e a Sessão Desenho. Inclusive, lançou vários LPs próprios.

vovomafalda_4

Certa vez, assisti a uma entrevista com Valentino Guzzo, um dos gigantes da história da televisão. Reparei que a voz dele soava-me familiar. Até que veio a revelação. Era aquele senhor quem usava o nariz de morango. Caçarola!

O cara fez de tudo: ator, contra-regra, produtor e diretor. Além do SBT, atuou na TV Tupi, Excelsior, Record e Paulista, sendo responsável por programas de Silvio Santos, Chacrinha, Bibi Ferreira, Flávio Cavalcanti, entre outros.

Certa vez, meu pai promoveu um show na praia de Cidreira e Beth Guzzo era uma das atrações. A filha de Valentino veio acompanhada da mãe Cleuza, que possui um astral contagiante. Quem as conhece percebe de onde vinha a alegria da Vovó.

Valentino partiu em 1998, aos 62 anos. Na época, era um dos produtores do Ratinho. Em qualquer homenagem, os colegas falam com muito carinho e saudade do intérprete da vovó que tanto nos fez mais felizes.

vovomafalda_5



Sentia medo do Jesus do SBT

jesusdosbt

Poucas coisas me davam medo. Cachorros brabos, o mar de Tramandaí com bandeira preta e, claro, o Jesus do SBT. Era um susto por domingo.

Tratava-se da vinheta que rodava no fim do programa Porta da Esperança. Em contra-luz, parava um ator barbudo e a voz grave do locutor interrogava:

“Você tem certeza que fez tudo o que podia pelo seu semelhante? Pense bem, pois, um dia, vamos nos encontrar!”

Eu disfarçava fechando os olhos, mas pouco adiantava. Desenvolvi a tática de sentir fome e ir buscar algo para comer na cozinha no momento em que notava que Silvio Santos encerraria a atração.

Até que um dia, num momento de distração, não consegui realizar a fuga em tempo. Assisti e comecei a chorar copiosamente. O pavor era ainda maior quando o messias piscava os olhos. Ou seja, estava vivo.

Saí correndo: “Mãe, Jesus vem me pegar”.

Relembre!


 « 1 2 3 4