Televisão Category Archives


Vídeo mostra os bastidores de A Praça É Nossa em 1987

Esse vídeo tem 46 minutos de duração e é uma relíquia: são os bastidores de A Praça É Nossa, do SBT. Quem mostra os ensaios do programa é Goulart de Andrade, em reportagem especial exibida no Comando da Madrugada.

Goulart inicia a matéria na porta do Teatro Silvio Santos, na avenida Ataliba Leonel. Em seguida, invade um salão onde os humoristas decoravam os textos. Carlos Alberto de Nóbrega explica todo o processo de gravação. Logo depois, são mostrados os ensaios no palco do programa.

Bem ao estilo “vem comigo” com o qual ficou caracterizado, Goulart conversa com o elenco, cinegrafistas e até mesmo com os técnicos no caminhão que ficava ao lado do estúdio.

É interessante observar os humoristas Rony Cócegas (ensaiando o quadro Calma, Cocada), Rony Rios (sem a caracterização de Velha Surda), Simplício, Nhô Moraes, Maria Teresa, Tutuca, entre outros.



Confira 27 fotos incríveis do Show de Calouros

O Show de Calouros foi um dos maiores clássicos apresentados por Silvio Santos. De acordo com o Almanaque SBT 35 anos, o programa permaneceu no ar de 23 de agosto de 1981 a 9 de setembro de 1992.

Com jurados inesquecíveis (Pedro de Lara, Elke Maravilha, Flor, Aracy de Almeida, Sérgio Mallandro, Mara Maravilha, Luís Ricardo, Nelson Rubens, Wagner Montes, Sônia Lima, entre outros), quadros marcantes, piadas do Ary Toledo e a orquestra do Maestro Zezinho, o Show de Calouros é lembrado com carinho até hoje.

Então, que tal viajar no tempo e recordar fotos incríveis do programa direto do arquivo do SBT?

Confira!



Confira as trilhas usadas nas brincadeiras do Fantasia

O Fantasia, do SBT, deixou saudade. Uma forma de relembrar a primeira e mais inesquecível fase do programa, exibida entre 1997 e 1998, é ouvirmos as trilhas originais dos quadros e brincadeiras.

Sei que muitos fãs do Fantasia procuram essas músicas. Portanto, estão aí.

1 – Trilha do tempo (5 segundos)
Música: Sweet Freedom
Artista: Temperton / arr. Starink

2 – Trilha do Pára-bola (apresentação das meninas)
Música: Real Vibration (Want Love)
Artista: Express Of Sound

3 – Trilha do Pára-bola (passando a bola)
Música: Fashion and Clubbing
Artista: Rolf Krueger

4 – Trilha do Jogo de Cartas e Batalha Naval (fundo)
Música: The River Kwai March
Artista: Mitch Miller

5 – Trilha do Jogo de Cartas (misturando as cartas)
Música: Caribbean Dreams
Artista: Rolf Krueger

6 – Trilha do Na Boca do Forno (misturando os fornos)
Música: Cream
Artista: Prince

7 – Trilha do Palavras Cruzadas (abertura coreografada 1)
Música: Can I Touch You… There?
Artista: Michael Bolton

8 – Trilha do Palavras Cruzadas (abertura coreografada 2)
Música: Bodytalk
Artista: Rolf Krueger

9 – Trilha do Fique de Olho (apresentação das meninas)
Música: Tree Frog
Artista: Hope



Nações Unidas: uma das melhores produções do SBT

A nossa casa sempre foi tipicamente gaúcha aos domingos. Ou o pai assava um churrasco ou íamos a uma churrascaria. Apesar de ainda ser bem guri, eu impunha uma condição: “se sairmos de casa, vou perder o Nações Unidas, então temos que deixar gravando para eu assistir na volta”. Só assim, não perdi nenhuma edição do programa que mais me marcou no SBT.

O Nações Unidas permaneceu no ar entre os dias 12 de abril de 1992 e 3 de janeiro de 1993, sempre apresentado por Gugu Liberato. Ao todo, comunidades de 16 países disputavam o grande prêmio do programa: um ônibus rodoviário totalmente equipado (tinha até videocassete) e passagens para o país de origem. Os índices do IBOPE variavam entre 15 e 17 pontos. Além disso, a atração era repleta de bons anunciantes como Arisco, Garoto, Toddynho, Pingouin, Arrozina, Scotch-Brite, Juvena, entre outros.

Japoneses, alemães, austríacos, coreanos, italianos, israelenses, árabes, holandeses, suíços, portugueses, espanhóis, chilenos, gregos, russos, poloneses e húngaros tinha desafios característicos de suas tradições. Por exemplo, lembro que a Holanda tinha a prova da corrida de tamancos; Itália propunha uma teste de quem gerava mais suco após pisotear uvas; Portugal desafiava para uma corrida de caravelas; tinha também prova da Alemanha relacionada a chopp; e assim por diante.

Algumas provas eram fixas, tais como Muro da Perseguição, Personagem Oculto, Rampa da Meleca, Jogo da Memória, Prova da Descendência e Sacos de Ouro, essa com o efeito gerado pela tecnologia do chroma key. As externas ocorriam na sede social do Corinthians com o comando de Ademar Dutra. A trilha musical eram versões de Chariots of Fire.

Tenho orgulho de manter contato com Homero Salles, diretor da atração. Sempre que lembramos algo sobre o Nações Unidas, percebo o orgulho que sente. “Foi o melhor programa que criei, produzi e dirigi na minha vida”, comentou, recentemente, num dos vídeos que postei na nossa fanpage.

Por falar em vídeos, há algumas semanas, foram publicadas íntegras das participações italianas no Nações Unidas. O dono dessas relíquias é Thiago Tomasini, filho de integrantes da equipe que partiu de Nova Trento, em Santa Catarina, para disputar o programa.

“Minha família inteira participou. Meu pai participava das provas externas e minha mãe das provas internas. No primeiro programa que participamos, que foi contra Portugal, eu e minha irmã fizemos a abertura com o grupo de dança típica italiana. No programa em que fomos eliminados, na semifinal contra a Suíça, eu ganhei a brincadeira da Garoto”, comentou.

No entanto, para faturar a montanha de barras de chocolate, ele teve que abrir mão de um outro desejo:

“Eu sempre fui palmeirense, mas também queria ir lá conhecer o Centro de Treinamento do Corinthians. Meu pai quase me convenceu a ir, mas eu quis ficar no estúdio, pois queria ganhar a promoção da Garoto e, naquele dia, acabei ganhando mesmo”, disse.

Além das gravações, Thiago dividiu comigo algumas fotos que guarda dos intervalos do programa.

“Uma vez, segui o Gugu até o camarim e não tinha segurança nenhum. Quando me viram lá dentro, me tiraram, mas o Gugu veio bater a foto comigo”, lembra.

Após final contra a Suíça, quem faturou foi o Japão, graças a uma competente equipe liderada pelo doutor Shudo Yasunaga, que, na época, presidia a Associação Cultural e Esportiva de Maringá (ACEMA). Na verdade, os vencedores fomos nós, os telespectadores, uma vez que fomos brindados com verdadeiras aulas de cultura e conhecimento geral a cada domingo.

Programas na íntegra

Itália x Israel: clique aqui.

Itália x Holanda: clique aqui.

Itália x Portugal: clique aqui.

Itália x Chile, clique aqui.

Itália x Suiça: clique aqui.


1 2 3 4 »