Olimpíadas Category Archives


Por que torço tanto pelo vôlei feminino do Brasil?

volei_brasil3

É fácil adquirir simpatia pelas jogadoras da Seleção Brasileira de Vôlei. Além de tudo, é moleza torcer por bicampeãs olímpicas que jogam com garra e enchem os olhos dos torcedores. A dor maior, porém, estava em 1996.

Assim como agora, eu assistia às partidas dos Jogos Olímpicos de Atlanta. Ana Moser, Márcia Fu, Virna, Ana Flávia, Leila, Ana Paula, Fernanda Venturini, Fofão, Ida (que, segundo a Playboy, era melhor do que a volta) e turma davam show em quadras americanas. Até que vieram as cubanas.

Na semifinal, aquelas chatinhas botavam a bola no chão e vibravam de frente para a rede. O sangue das brasileiras foi subindo. A cada jogada, uma provocação. Até que o ponto final de Cuba fez Mireya Luis explodir numa comemoração ainda mais debochada e até raivosa.

A confusão se criou. Ana Moser apontou o dedo na cara daquela que é considerada a maior jogadora de vôlei de todos os tempos. Márcia Fu tentou invadir o lado da quadra cubano para colocar as adversárias no devido lugar. Mais adiante, arremessou uma toalha na cara de uma delas.

volei_brasil2

Aquela derrota no tiebreak feriu não só as atletas como também o Brasil, que abraçou aquelas guerreiras, assim como nos insucessos de Sidney 2000 e Atenas 2004. Todos esses machucados foram curados com as medalhas de ouro em Pequim 2008 e Londres 2012.

No entanto, em pleno Rio 2016, quando vejo as meninas brasileiras em quadra, lembro daquela partida de 1996. Noto o talento e o amadurecimento de um grupo que mantém o nosso país no lugar onde merece e que ninguém jamais voltará a debochar. Tem que respeitar essas gurias, brother!

Estamos com vocês, Léia, Fabiana, minha conterrânea Fê Garay, Scheila, Jaque, Thaisa, Juciely, Dani Lins, Fabíola, Gabi, Adenízia e Natália. Rumo ao tri, afinal, nosso orgulho e nosso amor vocês já conquistaram.

volei_brasil1